Setembro 03 2009

 

A POBRE DEMOCRACIA PORTUGUESA

Abraão Lincoln,,décimo sexto presidente dos Estados Unidos da América do Norte, dizia que a democracia é a regra do povo, pelo povo e para o povo."Governo do povo" é o que ouvimos a diário da boca dos nossos políticos capitalinos. Mas este affaire faz-me certa confusão, porque o nosso bom  povo  não entende patavina de política. Governo, então, de quem e para quem? Em Portugal temos a democracia  "representativa"onde mandam homens imperfeitos elegidos pelo voto do povo. Esta é a democracia   plasticizada   que temos no País irreal, cheio de problemas e de cenas burlescas, com gente no Poder Central a abusar em prejuízo do povo e a beneficiar-se em proveito próprio.
Nesta Europa dividida há que  saber distinguir o que são democracias verdadeiras e democracias falsas. A verdadeira democracia é um sistema delicadíssimo e complexíssimo de divisão de três poderes:  Poder Executivo, Poder Judicial e Poder Legislativo, segundo a teoria de Montesquieu  sobre a tripartição dos poderes. E poucos são os países europeus que gozam duma democracia com repartos de poder. Portugal tem uma democracia de fachada, banalizada... A democracia  costarricense é mais pura que a portuguesa.
      Levo muitos anos lendo, em castelhano,  a monumental obra de Montesquieu" O Espírito das Leis", obra que levou  vinte longas primaveras  a ser acabada, e tenho bem claro uma coisa: Democracia é divisão do poder. A democracia foi uma invenção extraordinária na Antiga Grécia, porque se baseia na aprendizagem imitativa ao longo da história humana. Por isso mesmo é preferível viver numa democracia desperfumada do que numa ditadura florida: todos os regimes ditatoriais são tirânicos, e o poder concentrado acaba sempre mal. As ditaduras, sejam elas de direita ou de esquerda, morrem cancerosas porque cometem erros desastrosos e oprimem , sem dó nem piedade, tudo e todos.
   Neste nosso jardim à beira mar plantado a democracia caminha a dois tempos, e o povo é  enganado porque gosta de ser enganado por licenciados idiotas. A democracia portuguesa será sempre pobre porque o nosso bom  povo é pobre de espírito. E como dizia Almeida Garret: "Mais quero asno que me leve que cavalo que me derrube". E Almeida  Garrett até era um homem dotado para as Belas Letras... Não era nenhum idiota. Seria nas Letras e com as Letras  que Almeida  Garrett  se tornaria  uma mescla de Voltaire e Rousseau lusitano.
Com o novo Campo de Golf, a Real Villa de Cantanhede poderá receber  uns larguíssimos milhares de golfistas ingleses
Fazer golf no Algarve é só para aristocratas profissionais e milionários! Cantanhede poderá futuramente receber golfistas amadores vindos das frias terras de Sua Magestade. Luis de Jesus quando trabalhava como escanção no famoso Queen Elizabeth 2, tivera o privilégio- não de jogar golf- mas de servir vinho francês  ao Duke of Edinburgh, actual marido da rainha Isabel II da Grã Bretanha e da Irlanda do Norte. As voltas que a vida dá… Ainda guardo um exemplar do QE 2 Royal Ball Menu.
Os comerciantes que têm lojas no centro histórico da cidade nada mais fazem que se queixarem de que o negócio está mau, não vendem nada. Pois eu lhes digo que num futuro próximo vão ter sempre as lojas cheias de ingleses e irlandeses. Para que assim seja…basta que a autarquia marialvina faça publicidade turística na Net e nas revistas de golf inglesas. Os sócios do  ACP Golf Club também poderão  disputar torneios de golf no magnífico Cant Golf! E até pode ser que seja necessário fazer um novo campo de golf nos arredores da Praia da Tocha, uma vez que a C. M. da Figueira da Foz parece não ter vontade de contruir na Lagoa da Vela o desejado e  luxuoso Golf Hotel.   
 ( O QE 2 deixou de fazer cruzeiros em redor do mundo. Presentemente serve de restaurante de luxonoDubai Emiratos Árabes Unidos )
 
 Luis de Camões em terras de Punhete
No ano de 2006 recebi de parte de, D. Manuela de Azevedo,  da Associação da Casa Memória de Camões em Constância ,dois livritos de sua autoria sobre os Camões em terras de Punhete e de Sardoal. Terras dos Camões: Mação, Amendoa e Martinchel terão sido doadas aos bisavós de D. Leonor Camões, filha de Rui Vaz de Camões e de D. Aldonça Anes de Camões.
Luis de Jesus resolveu viajarar  no verão de 2006 até Constância para conhecer a casa onde vivera Luis de Camões quando jovem. À sua espera estava o sub-director da A. C. M. C. que explicou , atenciosamente, todas actividades culturais da Associção e mostrou a Casa onde vivera Camões. Tambem mostraria o Jardim-Horto Camoniano, onde estão as 52 espécies botânicas referidas em “ Os Lusíadas “ e na Lírica. Em Portugal é o mais vivo e singular monumento erguido a um Poeta.
Leitores: Visitem a hospitaleira Villa de Constância e conheças a Casa- Memória onde viveu o nosso poeta lírico e universal, não esquecendo o Jardim-Horto.
DECLARAÇÃO DO GAAC Coimbra
Declaramos para os devidos efeitos, que Luís de Jesus, associado do GAAC, nº 857, usufrui de todas as condições culturais para promover, defender e transmitir, valorizado, todos os valores do passado cultural, nas áreas da arqueologia, arquitectura, arte e gastronomia, sem esquecer as tradições e costumes indígenas do continente americano, causa que defende e que muito lhe é sensível, como investigador e activo responsável da herança cultural da humanidade.
Esta declaração prova que Luís de Jesus é das pessoas vocacionadas para divulgar e defender os valores de todos os tempos e de todas as civilizações.
Coimbra, 11 de Dezembro de 1989
( Dr. Mario Mendes Nunes )
     Director do    GAAC
·         O pensador espanhol Heleno Saña publicou em 1983 o seu livro “A Filosofia de Hegel “ livro que todos os nossos políticos deveriam ler para aprenderem novas ladainhas e pensarem mais nas criaças pobres e enfermas.
·        A Histórica Fonte do Porto Sobreiro está abandonada
A Fonte está moribunda. É bom que alguém se lembre que a fonte matou a sede a muita gente fina e grossa, e que faz parte da história regional gandareza. A água doce da fonte está inquinada, mesmo assim há muita gentinha que continua indo a encher garrafões e cântaras; e até ver nenhum mortal se queixou de dor de barriga!  Diz o ditado: Água corrente não mata gente.
publicado por luiscatina às 19:53

mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29


pesquisar
 
blogs SAPO