Abril 04 2009

  

 

XVII FESTIVAL ETNO-FOLCLÓRICO"SANGUINHEIRA 2008" 

COM ACTUAÇÃO ESPECIAL DO GRUPO PREPA TEC "ALEGRIA MEXICANA"DE MONTERREY-MÉXICO 

                        No passado Domingo,13 de Julho,o Parque de São João foi palco do XVII FESTIVAL DE FOLCLORE"SANGUINHEIRA 2008",uma iniciativa que trouxe até à senhorial aldeia gandareza quatro grupos etnográficos oriundos de vários pontos do nosso Portugale do longínquo México:Rancho Folclórico de São Miguel,de Vila Nova de Famalicão;Rancho Folclórico "As Lavadeiras da Asseieira,de Tomar;Grupo Folclórico"As Lavradeiras", de São João de Ver; o Grupo Prepa Tec"Alegria Mexicana",de Monterrey-México ,e o Rancho Folclórico da Sanguinheira,anfitrião deste magnífico Festival,que teve a sua primeira edição no ano de 1991.O Rancho Folclórico da Sanguinheira levou,uma vez mais,os usos e costumes do nosso folclore ao coração de uma das mais pitorescas aldeias da Gândara Lusitana,numa iniciativa cultural e cívica que contou com o apoio da Junta de Freguesia da Sanguinheira e da C.M.de Cantanhede.
       O Grupo Prepa Tec"Alegria Mexicana"mostrou ao nosso povo gandarez uma outra forma  de interpretar o folclore genuino,nas suas diferentes vertentes da cultura popular mexica.As suas coreografias fizeram um recorrido pelo folclore mexicano,sobretudo no que corresponde a zonas que possuem uma grande variedade de danças como Tecalitlán,Vera Cruz,Zacatecas,Monterrey,Guadalajara,Guanajuato e Tijuana,entre outras. Nelas se observaram quatro variedades de trajes típicos e conhecidos tipos de danças como "a dança dos velhinhos",que é uma dança interpretada por jovens que imitam pessoas idosas;"Jarabe Tapatio",dança conhecida internacionalmentecomo a dança do chapéu(sombrero);o "Jarocho",dança mexida e sapateada.Foi,sem dúvida, um popurri colorido de hábitos e costumes que continuam vivos e sentidos nas rústicas localidades(pueblos) desse México desconhecido---México:um país,mil mundos.Tradições,músicas,danças e cantigas,com trajes de charros e mariaches,foram representadas de forma exemplar no desfile etnográfico da Sanguinheira.
     Os grupos portugueses tambem prenderam a atenção do público que com os seus fervorosos aplausos demonstrou o reconhecimento por todo o labor  na recolha e divulgação  dos usos e costumes  das nossas aldeias camponesas.O palco recheou-se com festa popular,oriunda do Minho,do Ribatejo e da Gandâra,ao som de harmónios,concertinas,gaitas,violas,tambores,ferrinhos e adufes.Do Ribatejo não faltou a dança mais característica "o Fandango",baile/dança  ejecutado por um casal ,com acompanhamento de castanholas,e que teve as suas origens na Estremadura espanhola. Do Minho o "outro folclore"que é sempre oferecido pelos coloridos trajes,pelos movimentos ritmados de seus viras e malhões.Da Gândara viveram-se  os cânticos e danças dos idos anos 50;recordaram-se , num cenário natural,as desfolhadas, as festas,as romarias,as feiras e os bailaricos da nossa Gândara de antanho. 

      Os nossos parabéns ao grupo organizador"o rancho folclórico da Sanguinheira"pelo maravilhoso espectáculo Etnográfico e Folclórico!.                          Luis de Jesus----Aljuriça

 

 

 

  

CONSTRUIR UMA OBRA PODE LEVAR TODA UMA VIDA,PARA A DESTRUIR VASTAM CINCO MINUTOS… 
 
          México,um país rico em história e belezas naturais,reconhecido nos quatro cantos do mundo como um paraíso turístico que oferecia-e oferece-a milhões de europeus e norte-americanos o perfume das praias do Mar das Caraíbas e do Pacífico,e as impressionantes maravilhas elaboradas em pedra granítica pelos toltecas,astecas,zapotecas e maias .
          Desde 1970,a democracia mexicana é uma farsa transformada em kleptocracia,propicia a todos aqueles políticos que procuram lugares-chave com o único propósito de se fazerem ricos em poucos meses.E como o México tem mais petróleo que água,mais ouro que carvão,pois basta ser chicão para abrir uma florida conta bancária na Suíça de Henri Dunant(filantropo suisso).Neste nosso jardim lusitano,um florido rectângulo de mamarrachos comerciais e auto-estradas imperfeitas, a perder de vista,também há muitos chicões,que de filantropos  nada têm,com jugosas contas nos bancos suissos e em algumas ilhas das Caraíbas?
       Felipe Calderon,actual presidente dos Estados Unidos Mexicanos,desde que tomou as rédeas do Poder Central,decidiu lutar contra moinhos de água e de vento para travar o assombroso poderio do narcoterrorismo, com o seu próprio  exército,que não se originou sozinho,pois foi-se alimentando como a junça ao longo de várias décadas.Hoje em dia,para atacar as potencias econômica e militar do crime organizado(narcoterrorismo)no México é tarefa de uma legião de espártacos,Felipe Calderón perdeu a guerra.Perdeu as batalhas contra o narcoterrorismo.O México é hoje terra de ninguém...Quem sabe por estar muito cerca dos E.U.A. e demasiado distante do Céu?!

      As desgraças políticas,sociais e econômicas do México poderão propiciar um mar de violência viciosa e anárquica em muitos países da Europa,da Ásia,da África e das três Américas.A Península Ibérica não ficará de fora.A antiga Lusitânia tambem não.  

               

                                                  (Luis de Jesus---5/4/09.)

                   O México é um país cheio maravilhas naturais e trabalhadas

publicado por luiscatina às 22:14

mais sobre mim
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
16
17
18

19
20
22
23
24

26
28
30


pesquisar
 
blogs SAPO