Junho 28 2009

 

                                                ÁGUA DE QUALIDADE PARA TODOS
 
 
       Foto 2009 :Nascentes da Fervença          
 
    
 
         A principal riqueza da Gândara é a água,porém,muitos gandarezes crêem que a possibilidade de escassez de água é um mito,possivelmente porque vêem valas,riachos,poços  artesianos,furos,chafarizes,fontes,fontenários,bicas e nascentes que molham campos,jeiras,pinhais,eucaliptais,choupais,jardins,carreiros e trilhos.
Num futuro próximo,a região da Gândara terá problemas com a água de qualidade,pois a desflorestação,as mudanças climáticas,as chuvas ácidas,os pesticidas e plaguicidas lançados às terras de cultivo sem control algum,as auto-estradas e vias rápidas regionais,a desertificação progressiva e a construção de palações, palacetes,palácios e palacinhos contribuirão para contaminar as principais veias de água potável.A Natureza não aguentará tanto progresso agressivo e destructivo.O bom observador que se entranhe dentro dos lugarejos da nossa Gandâra profunda poderá quantificar a perdida circunferencial de vegetação;e sem vegetação não há humidade suficiente para induzir a precipitação da água das nubens.
Os camponeses(doutores da terra cultivável)não sabem,a maioria de licenciados que passam anos fechados nos seus cômodos gabinetes,tão-pouco,que nos dois primeiros elementos naturais, terra e água,se baseia a Mãe-Natureza para criar e manter a vida no nosso planeta.
Nalgumas fontes do nosso concelho já não é permitido o abastecimento de água para consumo humano,pela simples razão de a água acusar altos índices de alumínio e calcário.Futuramente,a água líquida e doce de outras fontes poderá ficar imprópria para manter vivas as populações locais de toda a região gandareza?Quero deixar no ar que as nascentes das Fervenças requerem especial cuidado por parte dos serviços técnicos da INOVA,pois nas redondezas dos olhos de água existem ainda muitas ordenhas,pocilgas e aviários,cujos detritos poderão sujar e contaminar a água pura,infiltrando-se nas cavidades empedradas das profundas rocas onde se encontram os principais lençóis de água doce.Não devemos ficar alheios a tal fenômeno ambiental!Caso venha a acontecer tal calamidade natural,provocada pela ignorância humana,a água da rede ficará caríssima e milhares de pessoas inocentes morrerão por falta de água pura e potável.Mais vale prevenir hoje,que remediar amanhã…
Creio que está na hora de a INOVA e a Autarquia formarem uma equipa, com licenciados capacitados, que exerça o control e a supervisão de quanta água útil total,por nascentes e fontes ,dispomos no concelho? Quais são os índices reais de contaminação?Qual o cuidado a ter com as zonas de lazer,de descanso,de regadio e exploração pecuária junto às nascentes das Fervenças? Pensar na impressão de brochuras e mapas das principais fontes e nascentes com o intuito de informar as populações do real valor que tem a água pura para todos os seres vivos?.
Temos,todos,que saber proteger a nossa gaiola ,e administrar e cuidar do precioso líquido que nos alimenta e dá saúde.Podemos passar bem de saúde noventa dias sem comer,mas não podemos estar mais de dez horas sem beber água doce.E nos países que estão junto à linha imaginária do Equador,ditas populações necessitam beber, no mínimo ,cinco litros de água por dia.
 
(*) Dedico este texto sobre a água ao bom amigo e biólogo-investigador conimbricense,Prof.Doutor Jorge Paiva, pelo seu extraordinário labor em defesa das nossas matas,das florestas tropicais e dos oceanos.
Jorge Paiva estivera junto às nascentes das Fervenças no ano de 2001, alertando, nessa data histórica,haver a probabilidade de a água poder ficar inquinada por causa das vacarias e pocilgas existentes a escassos quinhentos metros da Central de captação,tratamento e elevação água da Fervença.
 
publicado por luiscatina às 12:21

mais sobre mim
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

29
30


pesquisar
 
blogs SAPO